Eu deixei o título deste artigo em aberto, porque gostaria que você preenchesse com as palavras que melhor se encaixam, na sua opinião. Cada um de nós carrega uma história, carrega sonhos, cada um está em uma diferente fase da vida e, para cada um, essa frase vai ser preenchida de forma diferente.

Se hoje você está trabalhando, já se perguntou por que está trabalhando no emprego que tem agora?

Está nesse emprego porque é algo pelo qual você é apaixonado e traz muita satisfação? Ou é porque você estudou isso na faculdade e acabou de encontrar um emprego que o contratou? Ou talvez seja por causa do dinheiro que você está ganhando?

E se você estiver pertinho de se aposentar? Talvez falte, digamos, de 2 a 3 anos para chegar ao seu ‘prazo’ para se aposentar. Você já fez tudo o que queria fazer nos últimos 30 ou 40 anos? Teve alguns objetivos ou sonhos não realizados? Você está feliz com o resultado de sua vida até hoje?

Se você olhar para os últimos dois anos, quanto do seu tempo foi gasto fazendo as coisas que você gosta e ama – as coisas que te dão um grande sentimento de realização?

Você se tornou escravo do dinheiro, escravo do seu trabalho, ou escravo dos seus filhos? Ou você encontrou um equilíbrio entre trabalho e prazer?

Quando é suficiente?

Infelizmente, muitos de nós vivemos só para trabalhar.

Se você não ganhar dinheiro suficiente, é difícil aproveitar a vida de verdade, é difícil ser feliz sem dinheiro.

Então, nessa busca para ser feliz, muitos de nós acabam passando a vida inteira buscando riquezas.

Muitos empreendedores ricos, milionários e até bilionários chegam a dizer que o dinheiro não traz toda a felicidade do mundo. É bom ter, mas não satisfaz verdadeiramente todos os desejos. Chega um ponto em que você teria “tudo” e ainda sentiria uma sensação de vazio: um vazio que precisa ser preenchido, mas não com dinheiro ou bens materiais.

Como podemos fazer do trabalho uma parte da vida em vez de permitir que ele consuma inteiramente a nossa vida? Talvez precisemos voltar a olhar para o significado da palavra vida.

Qual é o seu propósito na vida?

Qual é a natureza da vida? O que a vida significa para você? Existe um propósito?

Se na vida, nós procurarmos emprego, tudo o que encontraremos são empregos. Mas se tivermos um sentimento de propósito, se procurarmos um chamado, encontraremos mais do que um emprego. Nós encontraremos nossa contribuição para a humanidade.

Você concorda comigo?

Ter propósito e significado na vida aumenta o bem-estar e a satisfação com a vida, melhora a saúde física e mental, aumenta a resiliência, aumenta a auto-estima e diminui as chances de depressão.

Por isso, ser feliz nem sempre é suficiente, porque a felicidade é uma onda de emoções que não dura para sempre, então é mais importante encontrar e ter significado na vida.

O significado não é apenas transcender o eu, mas também transcender o momento presente. Enquanto a felicidade é uma emoção sentida no aqui e agora, ela desaparece, assim como todas as emoções fazem.

Então, novamente, olhe para a frase “A vida é mais do que _____“.


Sidnei Bonfim
Sidnei Bonfim

Escritor, estudioso da espiritualidade, médium e palestrante. Utiliza este site para divulgação das suas ideias, auxiliando pessoas que desejam fortalecer sua conexão universal e progredir no seu desenvolvimento espiritual.